Atendimento: (11) 3657.6135 / (11) 96750.2684 oi / (11) 95649.0384 vivo
twitter instagram

Dicas

Filhote mandão, o que fazer?

Filhote mandão, o que fazer?

Seu filhote manda em sua casa? Late quando leva bronca? Rosna se chega perto da ração? É pirracento e não gosta de ser corrigido? 

Procure estabelecer regras! Ou ele cumpre as regras ou não tem o que quer!

Filhotes assim, têm o temperamento forte e precisam de regras! Você estabelece essas regras com controle de recursos! Os principais recursos que o cão “disputa” são: comida, água, atenção, objetos, donos e lugares (como o sofá por exemplo)!

Você deve mostrar que ele só terá o que quer se for obediente! Caso não seja, ignore-o completamente, não brinque e não de atenção, não importa quanto tempo ele passe latindo, ele vai cansar! Tenha perseverança e paciência! 

Não corra atrás caso ele pegue algo que não pode, apenas ignore o comportamento, e redirecione o foco dele para alguma outra coisa, jogue uma bolinha para o lado oposto por exemplo, provavelmente ele largará seu objeto e correrá atrás do outro! 

Hora da refeição é hora de obediência, esperar um senta antes de dar ração faz muita diferença, se seu filhote é possessivo e rosna quando come, não tenha medo da mordida de um cachorrinho filhote, por mais que os dentinhos são afiados, não vão causar uma ferida séria, coloque pouca ração e acrescente mais no pote cada vez q se aproxima, mostre a ele q você está ali para alimenta-lo e não para roubar a comida! Porem, cuidado para não reforçar o comportamento, não faça isso se ele estiver rosnando!

Seu filhote tem o costume de subir no sofá? Controle isso para que não vire uma obcessão, sempre tire seu filhote se você quiser se sentar e premie-o por tê-lo tirado do lugar com um petisco ou bolinha!

Não bata, isso destrói a confiança entre vocês, queremos que ele te obedeça por prazer e não por medo! 

Se ele pula na sua perna, não de atenção, se ele passa a morder sua calça quando você o ignora, se retire do lugar, apenas agrade quando ele estiver calmo! 

As formas corretas de correção abordamos num outro artigo : “como corrigir meu cão corretamente?” Tire suas dúvidas !

Caso tenha dificuldade em lidar com suas travessuras, contrate um profissional que trabalhe com métodos positivos para educa-lo a partir do terceiro mês de vida! 

ANA LUISA CAMPOS
COMPORTAMENTALISTA
CÃO EM FOCO - EDUCAÇÃO CANINA


 

COMO CORRIGIR SEU CÃO CORRETAMENTE!?

COMO CORRIGIR SEU CÃO CORRETAMENTE!?

Um dos maiores erros que os proprietários cometem, é na hora de corrigir o cão, e com isso, agravam os problemas porque o cão entende como atenção (reforço), e passa a praticar mais o ato porque através dele, consegue seu prêmio, mesmo que tenha sido uma bronca!


O QUE NÃO FAZER?


- Não brigue com seu cão sem ter pego a arte no flagra! O cão não vai associar a bronca com o ato, e não terá resultados! 

-Não adianta gritar, falar por horas, como se estivesse explicando o que ele fez de errado, lembre-se, cães não falam português, ele apenas ficará confuso, e não vai associar a bronca!

-Nunca bater, pois piora os comportamentos, deixa o animal assustado, irritado, ansioso, estressado, confuso, e sem confiança em você, esses sentimentos geram outros comportamentos indesejáveis, virando uma bola de neve!


COMO CORRIGIR DE FORMA EFICAZ!


- COM VOZ: Você não precisa brigar horas e horas, faça um som que o cão entenda como repreensão, vc pode associar o não retirando algo que o cão quer, após ele ter associado, quando ouvir NÃO (dito com uma voz firme) ele irá entender melhor.
Você também pode usar outras palavras, como AHÁÁÁH também dita com um tom firme, eles costumam entender melhor essa palavra do que o não!


-PUNIÇÃO DESPERSONALIZADA: 

São punições que não são feitas pelo dono e sim aplicadas em algo.

Ex: spray de gosto ruim em plantas e móveis para que não destrua.

- DESESTÍMULO POR FALTA DE RETRIBUIÇÃO (IGNORAR O CÃO) 


Ignore seu cão em todos os comportamentos que você sabe que ele faz para chamar atenção: latir, pular, pegar algo seu e correr, morder sua mão (quando ele morder cruze os braços e se retire, ignorando completamente).


-ALÉM DE CORRIGIR:

Lembre-se que sua expressão corporal é muito importante na correção, se portar com calma, inteligência e confiança em si mesmo. Nunca em descontrole emocional, isso trará problemas no convívio e piorará as coisas, o cão sabe que vc está descontrolado!

"Não se esqueça que, muitos problemas de comportamento são gerados pelos donos, por estresse, por tédio, etc, procure COMPREENDER seu melhor amigo, pesquise o que VOCÊ pode estar fazendo de errado e se auto-corrija, gaste energia e socialize seu cão, leve-o para brincar com outros cães e pessoas se possível, adestre-o, passeie, jogue bolas, dê brinquedos interessantes, faça seu cão VIVER junto com você e não apenas existir triste e frustrado! Se você não suprir as necessidades dele, NENHUMA correção funcionará perfeitamente, ele sempre tentará uma forma de liberar seu estresse, podendo até se auto-mutilar ou ficar agressivo..." 

Desejo boa sorte com os peludos!
Em casos mais graves, sempre procure um profissional!!

Ana Luisa Campos
Comportamentalista
Cão em Foco – Educação Canina

Ansiedade de separação

Ansiedade de separação

Ganhou ou adquiriu um filhote de cão ou gato? Saiba como evitar que seu filhote tenha ansiedade de separação seguindo algumas dicas básicas!

A ansiedade de separação é um comportamento desenvolvido exclusivamente pelos proprietários dos cães ou gatos (inclusive tambem em crianças humanas), para identificar esse problema apenas observe o comportamento de ambos quando você se ausenta do ambiente (trabalho, passeios..), o animal late, uiva, destroi as coisas, chora, deita em objetos que tenha o cheiro do dono, etc... é um comportamento que causa danos ao psicológico do animal, que, se sente desamparado toda vez que os donos o deixam sozinho, o comportamento ideal é que, eles tenham um apego com o dono, mas, que sejam animais capazes de se sentirem bem sozinhos também! Confira agora algumas dicas para EVITAR esse problema, caso seu cão ja seja adulto e já esteja com quadro de ansiedade de separação, é necessário um treinamento mais complexo! 

- Cães gostam de chão! Quem não adora manter aquele filhote fofo no colo o tempo todo?? Eu adoro e tenho certeza que você também, mas como amantes dos animais que somos, temos que ter a consciência que devemos fazer o que é saudável para ELES e não para NÓS ! Permita que seu cão se divirta correndo pela casa e passeando a vontade na rua! Deixe ele cheirar a grama, deitar e rolar, cães precisam disso para ficarem psicológicamente saudáveis

-Gatos também adoram a natureza, mas jamais solte seu gato sozinho, nunca! A opção que você tem caso não tenha jardim em casa, é comprar um peitoral apertado (não sufocante, bom senso sempre) ou uma coleira que NÃO estica de couro pequena, levar o seu gato numa caixa de transporte numa pracinha protegida, e mante-lo na guia, evitando que escale ambientes, e tomando cuidado com coisas que possam assustá-lo, no início ele vai relutar, mas, se acostuma ! 

-NÃO dê atenção quando for sair de casa! O animal tem que saber que sair de casa é algo extremamente normal e rotineiro, para isso, nada de se despedir do cão ou gato com afagos, beijos e voz chorosa em tom de culpa! Nunca faça isso, estará criando um desespero no animal, que ficará agoniado quando você sair pois está sendo ensinado, que você sair é algo horrivel!!! O ideal é que não fale com ele e nem diga "tchau" ...

-NÃO dê atenção quando voltar!! Se você faz isso, cria dois comportamentos indesejados, reforça a ansiedade e cria hiperatividade quando alguém chega em casa! Simples, não de atenção até que o cão se acalme, quando ele se acalmar e relaxar, você pode brincar com ele, estará ensinando que o comportamento que tem atenção é o calmo e tranquilo, não ansioso e desesperado! 

-Enriquecimento ambiental ajuda muito a tirar a atenção do filhote ou adulto do fato de estarem sozinhos, então, invista em brinquedos inteligentes! Com petiscos dentro, ou escondidos pela casa, não necessariamente é preciso gastar rios de dinheiro para isso, para um cão uma garrafa pet com salcicha ou bifinho picados e um furinho no meio dela, é diversão por horas, e pra gatos, nada que algumas caixas de papelão pela casa não resolva!!! 

Espero que tenha ajudado, são dicas simples que você deve aplicar no seu filhote que ainda não tem o problema, e no seu adulto caso ele tenha, porém, dependendo do grau da ansiedade tenha em mente que pode ser necessário um treinamento específico!!! 

Texto por Ana Luisa Campos ! 
Favor não copiar para divulgar em outros lugares sem autorização!
Mas podem e devem compartilhar a vontade!!! 

Ana Luisa Campos
Comportamentalista
Cão em Foco - Educação Canina